Mapa do Site | Buscar
Menu
Serviços
Ceasa/ES na Internet

MAIS COM MENOS

Fruta da época: comércio do abacaxi pérola é destaque no mês de outubro, na Ceasa/ES

 

Foto: Assessoria de Comunicação/Ceasa

No Espírito Santo o abacaxi pérola é produzido durante todo o ano, mas é entre os meses de outubro a dezembro, período da safra, que a produção ganha destaque no mercado das Centrais de Abastecimento do Espírito Santo (Ceasa/ES). Em outubro de 2011, foram vendidos 782.960 quilos da fruta, 16,3% a mais comparando com setembro do mesmo ano. O aumento nas vendas se estendeu pelos meses de novembro, que somou 881.754 quilos, e dezembro com 982.975 quilos.

Segundo o setor de estatística da Ceasa/ES, o abacaxi pérola é uma fruta encontrada durante o ano todo, contudo, nos meses de outubro a dezembro há um aumento significativo nas vendas e, consequentemente, a redução no preço, isso devido ao período de safra. Como ocorreu com o mês de novembro, que teve o menor preço médio em 2011, o valor foi de R$ 0,88 o quilo. Enquanto, nos nove primeiros meses de 2012 foram 5.039.551 quilos comercializados. A movimentação financeira foi de R$ 5.226.520,51 e o preço médio esteve a R$ 1,04, até setembro deste ano.

Em relação à procedência, a maior parte vem do município de Marataízes, responsável por 4.942.905 quilos da comercialização em 2012, seguido do município de Sooretama com 10.950 quilos vendidos e Itapemirim com 7.500 quilos. Outros estados também apresentam grande contribuição, como São Paulo com 24.793 quilos comercializados e Tocantins com 15 mil quilos.

De acordo com o produtor de Marataízes, Jander Benevides, o abacaxi pérola apresenta boa comercialização no Estado principalmente no período de safra. “Eu produzo abacaxi pérola há aproximadamente 12 anos. Comecei o plantio com meu pai, que já faleceu. Em Marataízes, a maioria das pessoas sobrevivem de lavouras de cana-de-açúcar e de abacaxi. Trago para o entreposto de Cariacica de oito mil a dez mil unidades por semana. Contudo, no período de safra essa quantidade chega a dobrar. Quanto ao preço, tem saído em torno de R$ 2,00 a R$ 2,50 a unidade. Em relação à plantação é preciso muito cuidado, como acompanhá-la constantemente para que doenças não a atinjam. Agora na safra é a melhor época, tanto para venda quanto para o consumo, pois o abacaxi fica doce e com melhor aspecto”, diz o produtor.

 

Características

O engenheiro agrônomo Cássio Vinícius de Souza pontua as principais características agronômicas do abacaxi pérola. “Essa fruta possui forma cônica, destacando-se por possuir coroa no ápice, com espinhos, e casca com aspecto rugoso. Apresenta polpa branca ou creme, suculenta, aromática, saborosa, com grande quantidade de água e fibra. Quando madura, possui sabor levemente ácido e, na maioria das vezes, adocicado. O abacaxizeiro é um arbusto baixo e suas raízes são pouco profundas, alcançando, em média, 20 cm de profundidade. Apresenta também folhas esverdeadas e com espinhos nas bordas. A inflorescência, ou seja, as flores do abacaxi são brancas ou branco-roxas. Elas é que darão origem aos frutos”, conta.

Segundo Cássio Vínicius de Souza, o abacaxizeiro é uma das principais espécies frutíferas exploradas no Espírito Santo, principalmente no litoral Sul capixaba. “Há também um forte crescimento do cultivo no Norte do Estado devido ao trabalho realizado pelo Incaper por meio do Polo de Abacaxi”, afirma Cássio.

 

Polo de Abacaxi

O Polo de Abacaxi abrange 32 municípios no Norte do Espírito Santo, já tendo distribuído, em 2011, mais de 1,7 milhão de mudas do Abacaxi Vitória. Foram beneficiadas 35 associações e cooperativas de agricultores nas regiões Norte e Noroeste, o que contribui para a diversificação da produção agrícola. A estimativa é distribuir, até 2013, cerca de dois milhões de mudas para produtores rurais de 15 municípios localizados nas regiões Norte e Noroeste do Espírito Santo. Os Polos fazem parte de um programa de fomento à fruticultura da Secretaria da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag).

A coordenadora de Fruticultura, Adelaide Santana da Costa, explica que o Polo de Abacaxi possui duas áreas de atuação no Espírito Santo, sendo um na Região Norte e outro na Região Sul. “A função dos polos é concentrar a produção em determinadas regiões aptas para a cultura do que está em processo de cultivo, nesse caso o abacaxi. Isso gera uma produção mais qualificada, pois os produtores passam a acessar as tecnologias disponíveis. Com os produtores concentrados em determinadas regiões, facilita o trabalho do Incaper de informar. Assim, auxilia no processo produtivo e permite que os produtores tenham um conhecimento amplo sobre a comercialização, através das associações, cooperativas, discussões sobre o preço resultando na garantia de lucros e poderes de negociação”, afirma Adelaide.

 

Foto: Assessoria de Comunicação/Ceasa

 Segundo o setor de estatística da Ceasa/ES, o abacaxi pérola é uma fruta encontrada durante o ano todo, contudo, nos meses de outubro a dezembro há um aumento significativo nas vendas.

Benefícios

O abacaxi possui várias propriedades benéficas ao organismo. Segundo a nutricionista, Giovana Guerra, a fruta fornece vitaminas B1, B2, B9 e C, além de ser rica em potássio e em fibras. “O abacaxi é suculento e tem 86% de água. Muitas pessoas utilizam principalmente como diurético, pois ele facilita a digestão devido à presença de ácidos orgânicos e da enzima bromelina. Além disso, o abacaxi também é usado na culinária como amaciante natural de carnes. As vitaminas do complexo B presentes ajudam a manter a memória e o potássio auxilia a prevenir as câimbras. Atua, ainda, como antioxidante devido à presença da vitamina C é eficiente no tratamento de bronquite e um excelente anti-inflamatório e cicatrizante”, conta.

Dicas

Chá de abacaxi com maçã

“Pegue ½ abacaxi com casca bem lavada e cortado em cubos; ½ maçã com casca partida também em cubinhos; um pedaço de gengibre pequeno; dois paus de canela pequenos e um litro de água. O preparo é simples e rápido, basta colocar todos os ingredientes acima para ferver por 15 minutos, depois é só coar e está pronto para ser ingerido”.

Além de ser muito consumido na forma in natura, o abacaxi também é utilizado na culinária, sendo uma excelente opção para a produção de doces, salada de frutas, sucos, coquetéis e diversas outras refeições. A doceira, Priscila Gularte, de Cariacica, ensina a fazer uma deliciosa receita de bombom de abacaxi.

Os ingredientes são:

- 1 abacaxi picado sem miolo;
- 1 copo de açúcar;
- 1 copo de água;
- 1 caixa de leite condensado (395g);
- 500g de Chocolate meio amargo;

Após listar os ingredientes, Priscila ensina como preparar esse saboroso bombom. “Em uma panela coloque o abacaxi picado, o açúcar e a água. Deixe cozinhar por aproximadamente 30 minutos. Em seguida adicione o leite condensado, mexendo sempre até que comece a soltar do fundo da panela. Reserve e deixe esfriar. Enquanto isso prepare a cobertura derretendo o chocolate a banho-maria. Em uma forma coloque uma pequena camada dessa cobertura para que forme uma casquinha, leve ao freezer e deixe esfriar. Com a casquinha pronta recheie o bombom com o abacaxi cozido, cubra com o chocolate que foi derretido e coloque no freezer. Depois é só desenformar e servir. Com essa quantidade de ingredientes é possível fazer aproximadamente 30 bombons”, explica.

 

Pavê de abacaxi

Outra dica é dada pelo gastrônomo, William Junio, de como preparar o pavê de abacaxi. “Primeiramente corte em cubos um abacaxi, tenha três copos de água (600 ml), uma xícara de açúcar, dois pacotes de gelatina sabor abacaxi, uma caixinha de creme de leite (200 g) e um bolo já pronto de sabor abacaxi. Comece por colocar o abacaxi em cubos, a água e o açúcar em uma panela média, deixando ferver por 15 minutos. Em seguida acrescente a gelatina e misture até dissolver. Deixe esfriar um pouco, adicione o creme de leite e reserve. Corte o bolo em fatias da espessura de um dedo fino. Forre o fundo da vasilha de vidro com as fatias do bolo. Vire, bem devagar, em cima do bolo, o creme reservado de forma a não tirá-lo do lugar. Por fim, deixe na geladeira até esfriar totalmente. Está pronto para ser servido”, ensina William.

 

 

Informações à Imprensa:
Assessoria de Comunicação – Ceasa-ES
Rainã Jacobsen Maier Tel.:
(27) 3136-2321/ (27) 9780-7238
comunicacao@ceasa.es.gov.br
Texto: Lorena Quirino Pelissari
Twitter: @CeasaES


Imprimir Imprimir
Consultar Processo